Infelizmente, esta promoção não está disponível
eBook - Malala, a menina que queria ir para a escola
1210° Acabou

eBook - Malala, a menina que queria ir para a escola

7
2 de maio

Esta promoção está encerrada. Aqui estão algumas opções que podem te interessar:

GRÁTIS
Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no vale do Swat, no Paquistão, uma região de extraordinária beleza, cobiçada no passado por conquistadores como Gengis Khan e Alexandre, o Grande, e protegida pelos bravos guerreiros pashtuns – os povos das montanhas. Foi habitada por reis e rainhas, príncipes e princesas, como nos contos de fadas.
Malala cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. Quando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. Armados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. Proibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar.
Mas Malala foi ensinada desde pequena a defender aquilo em que acreditava e lutou pelo direito de continuar estudando. Ela fez das palavras sua arma. Em 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. Poucos acreditaram que ela sobreviveria.
A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá. Ela apresenta às crianças a história real dessa menina que, além de ser a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz, é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo.
Complementos da Comunidade

Categorias

Top Comentários
Excelente achado
7 Comentários
Excelente achado
Muito obrigado
Obrigada por compartilhar
Foi perseguida por divulgar ideias contrárias ao Talibã, Malala foi vítima de um atentado e hoje vive cercada de seguranças justamente por se opor a um regime que elimina quem tem ideias contrárias, exatamente como fez o socialismo - o regime que agora defende
andiego03/05/2020 10:33

Foi perseguida por divulgar ideias contrárias ao Talibã, Malala foi vítima …Foi perseguida por divulgar ideias contrárias ao Talibã, Malala foi vítima de um atentado e hoje vive cercada de seguranças justamente por se opor a um regime que elimina quem tem ideias contrárias, exatamente como fez o socialismo - o regime que agora defende


Fiquei intrigado com tamanha "jenialidade" e conhecimento aprofundado da pessoa em questão, mas numa rápida pesquisa no Google percebi que o "jênio" plagiou um texto tendencioso sobre a menina, escrito por alguém que tem a mesma visão de mundo deturpada.

Parabéns pela falta de noção e raciocínio crítico.
Peguei aqui, obrigado!
Qual a sua opinião?
Avatar
@
    Texto