Infelizmente, esta promoção não está disponível
Children of Morta | R$ 28,49
109° Acabou

Children of Morta | R$ 28,49

2
23 de junho

Esta promoção está encerrada. Aqui estão algumas opções que podem te interessar:

Complementos da Comunidade

Categorias

2 Comentários
Top review:

"Essa é a minha primeira avaliação em algum jogo aqui na Steam. Tenho procrastinado já há alguns meses, mas os Bergson merecem isso, definitivamente. Eu poderia fazer uma análise com tópicos separados e bem organizados, mas eu não sentiria que isso foi algo sincero. Portanto eu vou dar minha opinião bem pessoal, porque esse jogo se tornou /muito pessoal/ para mim. As Crianças de Morta foram a melhor surpresa que eu tive nesse ano que se passou, e tenho certeza que será a melhor surpresa pelos anos vindouros. Veja, eu estou sendo bem sincero aqui: não estou dizendo que esse jogo será um dos melhores que /você/ jogará. Mas com certeza foi um dos melhores que eu já joguei. Quando eu vi uma gameplay, achei esse jogo meio "meh". Mas ainda bem que eu estava errado. Em meu recente vício para roguelikes e exploradores de calabouço, decidi testar esse jogo. Logo nos primeiros dias ele se tornou um dos meus favoritos. Por que?

Em um oceano de roguelikes desafiantes demais, punitivos demais, onde o único sentimento que te leva a continuar tentando infindáveis vezes é a frustração e a necessidade de melhorar, CoM me deu algo que eu não sabia que precisava até encontrar os Bergson. Não a necessidade de ser melhor do que minha última tentativa, não a vontade de esmagar aquele boss que no último instante te paraliza ou então te dá aquele crítico imoral. Mas a necessidade de lutar por aquilo que você ama. Eu, individualista desde pequeno, me vi atraído pela ideia de uma família que ao mesmo tempo onde cada membro consegue ser independente, uns precisam dos outros para avançarem.

Joguei por apenas 33 horas, mas em todas essas horas, eu senti no peito uma sensação de aconchego. CoM é um jogo sobre família nos mínimos detalhes (e que detalhes maravilhosos). Desde a narração maravilhosa que te envolve de forma paterna como uma lareira em um dia frio, ou em como a história se desenvolve, dando voltas em cada um dos personagens e eventualmente fazendo você se identificar em algum lugar ali. A cada nova dungeon que você começa a explorar, existem diversos eventos aleatórios que enriquecem tanto a gameplay quanto a sensação de que existe mesmo vida naquele lugar. Você verá brutalidade, desespero, dor e arrependimento. Mas também há lugar para esperança, companheirismo e um novo recomeço. Novos horizontes, se não for isso o que será?

A gameplay é simples, mas ao mesmo tempo é muito gostosa. Com poucos botões e combinações você consegue fazer bastante coisa, e eu confesso que a melhor parte é quando as dungeons acabam sendo enormes e se tornam mais intensas. Muitas vezes eu torci para que durasse um pouco mais. Os itens que você encontra pelo caminho são bem diversificados, alguns permanentes e outros temporários. Os drops dos monstros são constantes, então toda run sempre vai te dar algo em retorno, o que é bem satisfatório, o grind não é nada abismal. Os personagens também são bem diversificados, mas você não consegue eles logo de cara. Uma história será contada, e à medida que você for avançando, você irá descobrindo mais sobre Morta, sobre os Bergson. Não é uma história que busca impressionar ou chocar, mas sim que se prende aos detalhes e à simplicidade de uma narração que não tem pressa em se mostrar. A frequência de inimigos às vezes parece ser meio aleatória, mas para mim, quanto mais melhor, então não é um ponto negativo, pelo contrário.

Jogue com quem você namora, jogue com seus pais, com seu esposo, esposa, noivo ou noiva. Jogue com seus amigos, jogue com seus irmãos ou irmãs. Mas por favor, jogue. Seja você uma pessoa protetora, impulsiva, exploradora ou pacífica, venha. Se aproxime. Há sempre um lugar a mais na mesa dos Bergson, e há sempre mais um assento em volta da lareira. Sinta-se em casa, você faz parte dessa casa. Afinal, isso é sobre se sentir em casa. É sobre se sentir parte de uma família."
O único ponto negativo, na minha opinião, é a narração, o resto é 10
Qual a sua opinião?
Avatar
@
    Texto

    Top Lojas