Infelizmente, esta promoção não está disponível
Promoção Cinemark Pipoca Grátis 'n' Cream
271° Acabou

Promoção Cinemark Pipoca Grátis 'n' Cream

10
15 de abril

Esta promoção está encerrada. Aqui estão algumas opções que podem te interessar:

Pipoca 'n' Cream

Você ainda não conhece a nova Pipoca 'n' Cream da Cinemark?

Então compre um ingresso para qualquer filme em nosso e-commerce (site ou app) e apresente o comprovante no Snack Bar do cinema escolhido, meia hora antes da sessão do filme, para ganhar uma pipoca tamanho mini com calda de leite em pó. Escolha entre os sabores salgada, caramelo ou chocolate e deleite-se!

*Promoção válida para as sessões exibidas entre os dias 08/04 e 23/04/19.
Complementos da Comunidade

Categorias

10 Comentários
O triste é ter que pagar a taxa de conveniência só porque a compra é pelo site.
janis46 m atrás

O triste é ter que pagar a taxa de conveniência só porque a compra é pelo s …O triste é ter que pagar a taxa de conveniência só porque a compra é pelo site.


Um roubo
A questão é: qual o tamanho da pipoca mini?

Pq hoje e amanhã aqui na cidade a meia é 6,50. Então a taxa de conveniência fica menos de dois reais. Compensa pagar dois reais pra ganhar essa pipoquinha aí? Kkk
Compras no balcão não dá?
janis15/04/2019 09:16

O triste é ter que pagar a taxa de conveniência só porque a compra é pelo s …O triste é ter que pagar a taxa de conveniência só porque a compra é pelo site.


Tem que esperar alguém entrar com uma ação na justiça proibindo a cobrança de taxa de comodidade (enquanto não tiver lei sobre isso). Deve ser causa ganha depois do STJ ter julgado recentemente um processo contra o ingresso.com e decidido que essas taxas são abusivas.
EduardoWolfgram15/04/2019 10:45

A questão é: qual o tamanho da pipoca mini?Pq hoje e amanhã aqui na cidade …A questão é: qual o tamanho da pipoca mini?Pq hoje e amanhã aqui na cidade a meia é 6,50. Então a taxa de conveniência fica menos de dois reais. Compensa pagar dois reais pra ganhar essa pipoquinha aí? Kkk


Hoje em dia com 2 reais vc não compra nem um Halls nos balcões de cinema.
PS: o que mais me impressionou foi a meia entrada do Cinemark na sua cidade custar R$ 6,50.
Editado por "DarthVerde" 19 de abril
DarthVerde12 m atrás

Hoje em dia com 2 reais vc não compra nem um Halls nos balcões de cinema. P …Hoje em dia com 2 reais vc não compra nem um Halls nos balcões de cinema. PS: o que mais me impressionou foi a meia entrada do Cinemark na sua cidade custar R$ 6,50.


Hahahah verdade!
Pois é, segunda e terça é show. Depois sobe pra 18 reais a meia kkkk
DarthVerde19/04/2019 16:39

Tem que esperar alguém entrar com uma ação na justiça proibindo a cobrança …Tem que esperar alguém entrar com uma ação na justiça proibindo a cobrança de taxa de comodidade (enquanto não tiver lei sobre isso). Deve ser causa ganha depois do STJ ter julgado recentemente um processo contra o ingresso.com e decidido que essas taxas são abusivas.


Discordo. O Estado não tem que se meter, cada comércio deve ser livre para fazer e cobrar o que entender devido. Ninguém é obrigado a comprar e utilizar. O comerciante investe em serviços diferenciados e não deve ser penalizado, obrigado a cobrar menos por algo a mais que ele oferece. O consumidor é livre pra ir comprar pessoalmente e não pagar as taxas. Forçando a empresa/comércio a não cobrar por isso, óbvio que o valor da cobrança será integrado/embutido ao ingresso, o que vai penalizar quem não usa isso, fazendo todos pagarem mais caro. "Não existe almoço grátis" (Friedman, Milton).
marcosdecastro41 m atrás

Discordo. O Estado não tem que se meter, cada comércio deve ser livre para …Discordo. O Estado não tem que se meter, cada comércio deve ser livre para fazer e cobrar o que entender devido. Ninguém é obrigado a comprar e utilizar. O comerciante investe em serviços diferenciados e não deve ser penalizado, obrigado a cobrar menos por algo a mais que ele oferece. O consumidor é livre pra ir comprar pessoalmente e não pagar as taxas. Forçando a empresa/comércio a não cobrar por isso, óbvio que o valor da cobrança será integrado/embutido ao ingresso, o que vai penalizar quem não usa isso, fazendo todos pagarem mais caro. "Não existe almoço grátis" (Friedman, Milton).


Vamos lá. O liberalismo original não deu certo nem nos países desenvolvidos, imagine aqui no Brasil (Argentina que o diga). O Estado tem sim que ter órgãos de regulação efetivos para não virar bagunça e para que o consumidor não seja explorado pelas empresas. O primeiro ponto é que apesar de pagar taxa de conveniência para comprar pela internet, o consumidor também precisa ir a um ponto de entrega dos bilhetes ou enfrentar novas filas no dia do evento para validar a compra. Ou seja, o consumidor paga a mais, mas sem o retorno que justifique a cobrança adicional (igual a cobrança de companhias aéreas para marcar lugar no vôo, diga-se de passagem). Outro ponto (e que é o que vc tentou atacar dizendo "se não quiser pagar, que não compre"), é o fato de que esse tipo de taxa é considerada venda casada, porque trás prejuízo à liberdade de escolha do consumidor, já que normalmente os ingressos online à venda são feitos por uma única empresa terceirizada, em vez de oferecerem ao consumidor diversas opções de compra, em diversos sites, prejudicando a liberdade de escolha dos consumidores e, portanto, sendo venda casada. Ah, mas "para manter o sistema de vendas há um custo mensal e é necessário cobrar pelo serviço". Sim, mas a venda de ingressos online atinge interessados em número infinitamente maior do que o da venda presencial, o que é um benefício gigante para o empresário, só que esse custo é inerente ao risco do negócio e não pode ser repassado ao consumidor em nome de uma suposta taxa de comodidade (que não existe). Caso contrário, é como se o empresário quisesse ficar com todos os benefícios e passar os riscos para o consumidor.
Qual a sua opinião?
Avatar
@
    Texto