Infelizmente, esta promoção não está disponível
[PRIME] Sobrevivendo no inferno - Racionais MC's (Capa Comum)
791° Acabou

[PRIME] Sobrevivendo no inferno - Racionais MC's (Capa Comum)

36
21 de junho

Esta promoção está encerrada. Aqui estão algumas opções que podem te interessar:

Tema muito atual. Recomendo a leitura!

“Foi com Sobrevivendo no inferno que a juventude negra e periférica se formou. Por causa deste disco muita gente se graduou em autoestima e não entrou para a faculdade do crime.” ― Sérgio Vaz
Complementos da Comunidade

Categorias

Top Comentários
AndréMacFadden22/06/2020 00:00

Livro com quase nada de história. A maioria das páginas são letras de mú …Livro com quase nada de história. A maioria das páginas são letras de música. Não vale a pena


Acho que você não entendeu nada do livro. Acontece, faça uma releitura. Os caras revolucionaram a cultura nacional, leia de novo! E não são apenas letras. São histórias cantadas!
4929633.jpg
Opinião de quem realmente tem o livro:

Este não é um livro autobiográfico, não é um livro "só com músicas do Racionais" nem mesmo é um livro pelo próprio grupo.
Sobrevivendo no Inferno é uma leitura filosófica (mesmo) do álbum de mesmo nome, com uma interpretação socioeconômica relacionando os eventos da época em que o Brasil incendiava nas comunidades pelo preconceito contra a população preta e marginalizada.

O livro auxilia você a entender as músicas do Racionais acima dos beats, mas por uma visão social, interpretando a poesia rítmica e explícita do rap como um megafone de luta e expressão. Esta parte do livro tem por volta de 25 páginas com uma escrita mais densa que o comum (quem lê livros de filosofia vai entender o nó), e por isso nem todo mundo vai gostar ou entender. Muitas pessoas o leem e têm a mesma reação de quem descobre que as letras de Pink Floyd e Rage Against The Machine são políticas. Já outros, como eu, acabam enxergando com outros olhos a força lírica e explícita do Racionais em apenas 20 e poucas páginas. Depois desse pequeno "prefácio", o restante são fotos históricas do grupo e as letras completas das músicas do álbum, o que poderia melhorar bastante. O livro tem 160 páginas no total.

É um livro excelente? Nem de perto.
É necessário? Com certeza.


Acredito que por ter sido endossado pelo grupo e tenha toda a estética bíblica (com as laterais das páginas douradas), tal como o álbum original tinha como proposta estética, muitas pessoas tenham interpretado como uma biografia definitiva do grupo.

Mas existem inúmeros outros livros com a mesma proposta de leitura filosófica/cultural sobre a obra do Racionais que não foram tão divulgados, mas deixo aqui como referência:

1. Diário de um detento: uma interpretação - Walter Garcia
2. Radicais, raciais, racionais: a grande fratria do rap na periferia de São Paulo - Maria Rita Kehl
3. Racionais MC's: do denuncismo deslocado à virada crítica - Charleston Ricardo Simões
4. O fim da canção? Racionais MC's como efeito colateral do sistema cancional brasileiro - Acauam Silvério de Oliveira
Editado por "pietro.enrico" 22 de junho
O livro foi obrigatório no Vestibular da Unicamp ano passado ou retrasado, se não me engano. É um texto acadêmico seguido das letras das músicas do álbum na íntegra. Explica muito sobre a importância do Racionais pra música brasileira, como eles deram voz a gente que não tinha, etc. Eu tenho o livro e gostei demais.
MatheusNovaes22/06/2020 08:39

O livro foi obrigatório no Vestibular da Unicamp ano passado ou retrasado, …O livro foi obrigatório no Vestibular da Unicamp ano passado ou retrasado, se não me engano. É um texto acadêmico seguido das letras das músicas do álbum na íntegra. Explica muito sobre a importância do Racionais pra música brasileira, como eles deram voz a gente que não tinha, etc. Eu tenho o livro e gostei demais.


Exatamente mano. Racionais MC's, através da música mostrou que o preto, pobre e favelado também tem seu valor. E não são só marginais como estado os definia. É demais o livro, um texto muito atual. Racionais também prega abertamente contra vida bandida, sem futuro. Para a garotada entender que não é aquele o caminho.
Editado por "Vinicius.Maxuel" 22 de junho
36 Comentários
Livro com quase nada de história. A maioria das páginas são letras de música. Não vale a pena
AndréMacFadden22/06/2020 00:00

Livro com quase nada de história. A maioria das páginas são letras de mú …Livro com quase nada de história. A maioria das páginas são letras de música. Não vale a pena


Acho que você não entendeu nada do livro. Acontece, faça uma releitura. Os caras revolucionaram a cultura nacional, leia de novo! E não são apenas letras. São histórias cantadas!
Vinicius.Maxuel22/06/2020 00:02

Acho que você não entendeu nada do livro. Acontece, faça uma releitura. Os …Acho que você não entendeu nada do livro. Acontece, faça uma releitura. Os caras revolucionaram a cultura nacional, leia de novo! E não são apenas letras. São histórias cantadas!


Sabia dessa?
"Racionais Mc's" é a maior farsa da música dos últimos tempos.
👀
A galera começa discussão até em app de promoção
GabrielKiedis22/06/2020 06:58

A galera começa discussão até em app de promoção


Né? Não importa o assunto, tudo vira treta...
taquepariu viu, foda-se a história do livro. É um app de promoção! promoção!
Sergio.Paulo22/06/2020 01:43

Sabia dessa? [Video]


Sim, faz menção no livro. Não do jeito que esse rapaz contou, parece que é um composição dividida. Entre os detentos e o Bronw.
O livro foi obrigatório no Vestibular da Unicamp ano passado ou retrasado, se não me engano. É um texto acadêmico seguido das letras das músicas do álbum na íntegra. Explica muito sobre a importância do Racionais pra música brasileira, como eles deram voz a gente que não tinha, etc. Eu tenho o livro e gostei demais.
MatheusNovaes22/06/2020 08:39

O livro foi obrigatório no Vestibular da Unicamp ano passado ou retrasado, …O livro foi obrigatório no Vestibular da Unicamp ano passado ou retrasado, se não me engano. É um texto acadêmico seguido das letras das músicas do álbum na íntegra. Explica muito sobre a importância do Racionais pra música brasileira, como eles deram voz a gente que não tinha, etc. Eu tenho o livro e gostei demais.


Exatamente mano. Racionais MC's, através da música mostrou que o preto, pobre e favelado também tem seu valor. E não são só marginais como estado os definia. É demais o livro, um texto muito atual. Racionais também prega abertamente contra vida bandida, sem futuro. Para a garotada entender que não é aquele o caminho.
Editado por "Vinicius.Maxuel" 22 de junho
DouglasSousa22/06/2020 04:57

Comentário deletado



O cara quer levar pra uma discussão política porque claramente não dá conta de discutir sobre o Racionais. Famoso palpiteiro
4929633.jpg
Opinião de quem realmente tem o livro:

Este não é um livro autobiográfico, não é um livro "só com músicas do Racionais" nem mesmo é um livro pelo próprio grupo.
Sobrevivendo no Inferno é uma leitura filosófica (mesmo) do álbum de mesmo nome, com uma interpretação socioeconômica relacionando os eventos da época em que o Brasil incendiava nas comunidades pelo preconceito contra a população preta e marginalizada.

O livro auxilia você a entender as músicas do Racionais acima dos beats, mas por uma visão social, interpretando a poesia rítmica e explícita do rap como um megafone de luta e expressão. Esta parte do livro tem por volta de 25 páginas com uma escrita mais densa que o comum (quem lê livros de filosofia vai entender o nó), e por isso nem todo mundo vai gostar ou entender. Muitas pessoas o leem e têm a mesma reação de quem descobre que as letras de Pink Floyd e Rage Against The Machine são políticas. Já outros, como eu, acabam enxergando com outros olhos a força lírica e explícita do Racionais em apenas 20 e poucas páginas. Depois desse pequeno "prefácio", o restante são fotos históricas do grupo e as letras completas das músicas do álbum, o que poderia melhorar bastante. O livro tem 160 páginas no total.

É um livro excelente? Nem de perto.
É necessário? Com certeza.


Acredito que por ter sido endossado pelo grupo e tenha toda a estética bíblica (com as laterais das páginas douradas), tal como o álbum original tinha como proposta estética, muitas pessoas tenham interpretado como uma biografia definitiva do grupo.

Mas existem inúmeros outros livros com a mesma proposta de leitura filosófica/cultural sobre a obra do Racionais que não foram tão divulgados, mas deixo aqui como referência:

1. Diário de um detento: uma interpretação - Walter Garcia
2. Radicais, raciais, racionais: a grande fratria do rap na periferia de São Paulo - Maria Rita Kehl
3. Racionais MC's: do denuncismo deslocado à virada crítica - Charleston Ricardo Simões
4. O fim da canção? Racionais MC's como efeito colateral do sistema cancional brasileiro - Acauam Silvério de Oliveira
Editado por "pietro.enrico" 22 de junho
DrupaDeDois22/06/2020 04:09

"Racionais Mc's" é a maior farsa da música dos últimos tempos.


Os caras são "só" o maior grupo de rap do Brasil. Mais de 30 anos de estrada e fazendo sucesso. Em que mundo cê vive?
raphael.moura22/06/2020 09:41

O cara quer levar pra uma discussão política porque claramente não dá con …O cara quer levar pra uma discussão política porque claramente não dá conta de discutir sobre o Racionais. Famoso palpiteiro


É que Racionais MC's não é nada político, né?
pietro.enrico22/06/2020 07:59

[Imagem] Opinião de quem realmente tem o livro:Este não é um livro au …[Imagem] Opinião de quem realmente tem o livro:Este não é um livro autobiográfico, não é um livro "só com músicas do Racionais" nem mesmo é um livro pelo próprio grupo.Sobrevivendo no Inferno é uma leitura filosófica (mesmo) do álbum de mesmo nome, com uma interpretação socioeconômica relacionando os eventos da época em que o Brasil incendiava nas comunidades pelo preconceito contra a população preta e marginalizada.O livro auxilia você a entender as músicas do Racionais acima dos beats, mas por uma visão social, interpretando a poesia rítmica e explícita do rap como um megafone de luta e expressão. Esta parte do livro tem por volta de 25 páginas com uma escrita mais densa que o comum (quem lê livros de filosofia vai entender o nó), e por isso nem todo mundo vai gostar ou entender. Muitas pessoas o leem e têm a mesma reação de quem descobre que as letras de Pink Floyd e Rage Against The Machine são políticas. Já outros, como eu, acabam enxergando com outros olhos a força lírica e explícita do Racionais em apenas 20 e poucas páginas. Depois desse pequeno "prefácio", o restante são fotos históricas do grupo e as letras completas das músicas do álbum, o que poderia melhorar bastante.É um livro excelente? Nem de perto.É necessário? Com certeza.Acredito que por ter sido endossado pelo grupo e tenha toda a estética bíblica (com páginas laterais douradas), tal como o álbum original tinha como proposta estética, muitas pessoas tenham interpretado como uma biografia definitiva do grupo.Mas existem inúmeros outros livros com a mesma proposta de leitura filosófica/cultural que não foram tão divulgados, mas deixo aqui como referência:1. Diário de um detento: uma interpretação - Walter Garcia2. Radicais, raciais, racionais: a grande fratria do rap na periferia de São Paulo - Maria Rita Kehl3. Racionais MC's: do denuncismo deslocado à virada crítica - Charleston Ricardo Simões4. O fim da canção? Racionais MC's como efeito colateral do sistema cancional brasileiro - Acauam Silvério de Oliveira


Bravo!
DrupaDeDois22/06/2020 04:09

"Racionais Mc's" é a maior farsa da música dos últimos tempos.



Caramba, como será que o Racionais MC's vai lidar com o duro golpe deste comentário do "DrupaDeDois"? A farsa foi finalmente revelada.
DrupaDeDois22/06/2020 04:09

"Racionais Mc's" é a maior farsa da música dos últimos tempos.


Verdadeiro é o Naldo, disse o Chris Brown kkk apaga isso aí, mano.
pietro.enrico22/06/2020 10:07

É que Racionais MC's não é nada político, né?



Claro que é, mas não tem sentido definir uma pessoa pela sua opinião politica. Não por completo pelo menos.
Negro drama
Qual a sua opinião?
Avatar
@
    Texto