Infelizmente, esta promoção não está disponível
Livro | Abominação - R$26
145° Acabou

Livro | Abominação - R$26

1
25 de abril
Formas de pagamento:

  • Cartões de crédito
  • Cartões de débito (Bradesco, Banco do Brasil, Itaú e Santander)
  • Boleto bancário

Destaques:

  • Menor preço dos últimos 6 meses segundo o Zoom
  • Capa dura, edição especial
  • 320 páginas

306189-FK7xg.jpg
Sinopse:

O primeiro romance de Gary Whitta, também autor do aclamado Star Wars: Rogue One, é uma aventura para os leitores mais valentes. Whitta transforma o gore em momentos de grande beleza. Abominação é uma mistura épica entre fantasia histórica, ficção científica e a magia da cultura nórdica.
A era medieval é muito mais conhecida por seus mistérios do que por seus registros históricos. Talvez seja melhor assim. Há quem acredite que estaremos mais seguros enquanto não soubermos de toda a verdade. Mas quem disse que as lendas não podem ser mais reais do que você imagina? Abominação reconta um dos capítulos mais sangrentos da história da Inglaterra: as invasões vikings do século IX. Apresentando personagens e batalhas reais, sua narrativa vai muito além do que poderíamos encontrar nos livros de história. Com influências de Lovecraft a Game of Thrones, vem sendo recebido mundo afora como um novo clássico para fãs do gênero.
O reino de Wessex foi o único da Inglaterra que escapou dos invasores nórdicos. Seu rei, Alfredo, negocia um acordo com os bárbaros do Mar do Norte, mesmo sabendo que eles não são adeptos da paz. É preciso estar preparado, a guerra pode recomeçar há qualquer momento. O arcebispo da Cantuária oferece proteção ao reino, através de feitiços descobertos por ele em velhos pergaminhos. O rei só não poderia imaginar que a magia seria ainda mais perigosa que os próprios vikings.

Vídeos:


**Em caso de valor diferente do anunciado, favor nos avisar para que possamos encerrar a promoção. Contamos com a sua ajuda para manter a comunidade organizada e em movimento!


*** Caso tenha interesse, você pode cadastrar um alerta para acompanhar a postagem de promoções desse tipo, saiba como clicando aqui: pelando.com.br/dis…081
Complementos da Comunidade

Categorias

1 Comentário
Já estava comprando e desisti quando li a resenha abaixo:

"CAPA: Dura e bem feita. Contraste entre o preto e o branco, no centro um besouro realista com sangue escorrendo até nas laterais das folhas. O livro ainda é recheado de lindos padrões vikings infinitos.

RESUMÃO: O rei de Wessex tenta defender a Inglaterra das invasões bárbaras que eram constantes na época medieval. O arcebispo da Cantuária oferece uma ajuda mágica para criar um exército de criaturas sanguinárias que destruiriam os vikings de uma vez. Porém, a magia acaba se tornando algo sem controle e ele pede auxílio ao seu velho amigo guerreiro Wulfric para deter a loucura do arcebispo.

LEITURA: Por onde começar... Primeiro já aviso que de vikings tem pouquíssimo nessa estória. Foi vendida com um hype de bárbaros, muito sangue, tanto sangue que o leitor ia se impressionar. Eu não achei lá essas coisas.
A primeira parte do livro é escrita sem detalhes, parece feita por uma pessoa sem experiência em narrativas, é tudo muito seco, direto, mesmo as cenas mais “fortes” não transmitem o pavor que os monstros criados pelo clérigo deveriam possuir. Muitas partes são previsíveis e os personagens agem sem pensar, tomam decisões burras mesmo.
Na segunda parte aparece a guerreira Indra, provavelmente a tentativa de termos uma figura feminina forte, mas que só chama atenção por que os outros são tão desinteressantes que qualquer faísca de atitude a faz destacar. Mas uma vez, tudo acontece muito rápido, com a diferença de a segunda parte ser um pouco mais detalhada do que a primeira.
Do rei, passando pelo clérigo, Wulfric e Indra, todos os personagens são muito 2D, ou bons ou maus, egoístas ou altruístas, não existe meio termo. O final é previsível e poderia ter sido feito de uma forma que deixasse o enredo aberto, até mesmo se o autor quisesse tentar uma continuação, mas caímos outra vez no simplismo, e quando você percebe a estória já acabou. Ainda bem."
Qual a sua opinião?
Avatar
@
    Texto