9 de outubro
Bocage perante a Inquisição«Não sou vil assassino...»As mulheres que amou são de identificação duvidosa e discutível.A moda que predominava à época, eram canções brasileiras, cantadas à viola ou à guitarra, tanto nas reuniões de amigos e família, como nas orgias dos botequins. Poeta nestas árias, “Manuel Maria”, ou “Bocage” era pródigo, e ordinariamente conhecido. No sonho, a semelhaça e destino de Luiz de Camões, a quem comparava sua mocidade livre, como a que ele teve, só o invejando na glória do grande épico, acreditava que este também na corte teria composto e recitado sonetos, Poemas e versos, seduzido donzelas, e cantaria a Natércia. Camões viajou ao Oriente, Bocage também.
Complementos da Comunidade

Categorias

Desculpe, os comentários não estão disponíveis nesta promoção.