Infelizmente, esta promoção não está disponível
A Nova era e a Revolução Cultural: Fritjof Capra e Antonio Gramsci
123° Acabou

A Nova era e a Revolução Cultural: Fritjof Capra e Antonio Gramsci

10
6 de julho

Esta promoção está encerrada. Aqui estão algumas opções que podem te interessar:

R$39,97
  • De: R$54,90
  • Você economiza: R$14,93 (27%)
A Nova Era, da qual Fritjof Capra se tornou festejado porta-voz, e a Revolução Cultural, de Antonio Gramsci, têm algo em comum: ambas pretendem introduzir no espírito humano modificações vastas, profundas e irreversíveis. Ambas convocam à ruptura com o passado e propõem à humanidade um novo céu e uma nova terra. A primeira vem alcançando imensa repercussão nos círculos científicos e empresariais brasileiros. A segunda, sem fazer tanto barulho, exerce há três décadas uma influência marcante no curso da vida política e cultural neste país. Nenhuma das duas foi jamais submetida ao mais breve exame crítico. Aceitas por mera simpatia à primeira vista, penetram, propagam-se, ganham poder sobre as consciências, tornam-se forças decisivas na condução da vida de milhões de pessoas que jamais ouviram falar delas, mas que padecem os efeitos do seu impacto cultural. Para os adeptos e propagadores conscientes das duas novas propostas, nada mais reconfortante do que a passividade atônita com que o público letrado brasileiro tudo recebe, tudo admite, tudo absorve e copia, com aquele talento para a imitação maquinal que compensa a falta de verdadeira inteligência.
Complementos da Comunidade

Categorias

Top Comentários
Benjamim_Junior06/07/2020 10:40

Me pergunto: qual credibilidade um pseudo-intelectual tem para acusar os …Me pergunto: qual credibilidade um pseudo-intelectual tem para acusar os outros de ideologistas?


A mesma credibilidade que você tem para dizer que ele é um "pseudo-intelectual", ué.
10 Comentários
Me pergunto: qual credibilidade um pseudo-intelectual tem para acusar os outros de ideologistas?
Benjamim_Junior06/07/2020 10:40

Me pergunto: qual credibilidade um pseudo-intelectual tem para acusar os …Me pergunto: qual credibilidade um pseudo-intelectual tem para acusar os outros de ideologistas?


A mesma credibilidade que você tem para dizer que ele é um "pseudo-intelectual", ué.
Olha lá, a Olavete se doeu!
Editado por "LuisAlberto_GC" 6 de julho
Top, esse livro é muito bom, mas acho que tá meio caro.
Gente chata, quem quiser compre, quem não quiser não compre, Ninguém vai mudar a opinião dos outros por um comentário aqui. :/ 😜
kaueguedes06/07/2020 10:51

A mesma credibilidade que você tem para dizer que ele é um " …A mesma credibilidade que você tem para dizer que ele é um "pseudo-intelectual", ué.


Caraca, agora me ofendeu...
Benjamim_Junior06/07/2020 15:14

Caraca, agora me ofendeu...


bobiiinho.

Não foi nem com a intenção de defender o autor, na real. O que eu respondi vale para qualquer intelectual que você julgasse ali. Podia valer até se você chamasse justamente o Gramsci ou o Capra de "pseudo-intelectuais".
kaueguedes06/07/2020 15:52

bobiiinho.Não foi nem com a intenção de defender o autor, na re … bobiiinho.Não foi nem com a intenção de defender o autor, na real. O que eu respondi vale para qualquer intelectual que você julgasse ali. Podia valer até se você chamasse justamente o Gramsci ou o Capra de "pseudo-intelectuais".


Em outras palavras, não importa quem fosse, seu lance eh ser do contra... Mais um da turminha que não lê nada e sai fazendo juízo com a própria régua. Aff...
Benjamim_Junior06/07/2020 16:09

Em outras palavras, não importa quem fosse, seu lance eh ser do contra... …Em outras palavras, não importa quem fosse, seu lance eh ser do contra... Mais um da turminha que não lê nada e sai fazendo juízo com a própria régua. Aff...


Na verdade, é exatamente o contrário. O que você acabou de dizer se aplica exclusivamente a você mesmo.

O meu lance é o respeito à credibilidade dos autores, mesmo que não concorde com o que é dito. Eu acho, por exemplo, que Gramsci e a Revolução Cultural são dois dos piores fatores que a sociedade ocidental enfrentou nos últimos tempos, mas não é por isso que vou sair dizendo que ele é um "pseudo-intelectual". Oras, ele é um pensador muito relevante, mesmo que também seja, em minha opinião, sórdido. O mesmo pode se dizer do Carvalhão: eu posso perfeitamente discordar das ideias, mas dizer que ele é "pseudo-intelectual" significaria ignorar toda a relevância do pensamento dele. Por mais que você a considere frágil ou queira dela desdenhar, o fato é que essa relevância é inegável.

O maior problema no seu primeiro comentário é que você julga como "pseudo-intelectual" um pensador extremamente importante. Afinal, como negar a influência do pensamento dele? Chamando de "pseudo"?
kaueguedes06/07/2020 16:43

Na verdade, é exatamente o contrário. O que você acabou de dizer se aplica …Na verdade, é exatamente o contrário. O que você acabou de dizer se aplica exclusivamente a você mesmo.O meu lance é o respeito à credibilidade dos autores, mesmo que não concorde com o que é dito. Eu acho, por exemplo, que Gramsci e a Revolução Cultural são dois dos piores fatores que a sociedade ocidental enfrentou nos últimos tempos, mas não é por isso que vou sair dizendo que ele é um "pseudo-intelectual". Oras, ele é um pensador muito relevante, mesmo que também seja, em minha opinião, sórdido. O mesmo pode se dizer do Carvalhão: eu posso perfeitamente discordar das ideias, mas dizer que ele é "pseudo-intelectual" significaria ignorar toda a relevância do pensamento dele. Por mais que você a considere frágil ou queira dela desdenhar, o fato é que essa relevância é inegável.O maior problema no seu primeiro comentário é que você julga como "pseudo-intelectual" um pensador extremamente importante. Afinal, como negar a influência do pensamento dele? Chamando de "pseudo"?


Não vejo relevância nenhuma no Olavo de Carvalho. É um crítico de qualquer programa apriori, ou seja, a pseudo-intelectualidade dele reside, dentre outros lugares, em não se preocupar em construir um debate, mas sim querer construir sua auto-imagem, mas não passe de um desonesto-intelectual, sem criatividade nenhuma e um desordeiro do bom debate público. Em outras palavras, Olavo pensa debiamente assim: "De que forma posso tergiversar o debate público a ponto de alguém me colocar em evidência?" Resposta, ter este governo vergonhoso que temos... E um pseudo-intelectual mimadinho.
Qual a sua opinião?
Avatar
@
    Texto

    Top Lojas